#13

13 # carta para alguém que gostavas que te perdoasse


olá,


desde o nosso sétimo ano que sempre foste a pessoa que mais me compreendeu, mais me apoiou e esteve sempre do meu lado, aceitaste-me como eu era, da maneira que eu agia e falava, abraçavas-me sempre que precisava, ouvias tudo o que eu tinha para dizer, olhavas para mim e percebias quando estava bem e quando estava mal, passavas as aulas de matemática a meu lado. e agora? porque ficaste daquela maneira para mim? devo-te um enorme pedido de desculpas, por te ter magoado, por ter falhado para ti, por após ter estado 3 meses sem te ver, sem estar contigo, sem te abraçar ou falar, não ter estado contigo todo o tempo suficiente como tu bem necessitavas. desculpa não ter ido a correr para os teus braços naquele dia, desculpa por todos os erros que cometi. tu devias de saber tudo aquilo que significaste, foste o melhor amigo que eu tive em toda a minha a vida. foste o melhor dos melhores, foste tão o melhor, que o único melhor amigo da minha vida foste tu, e duvido mesmo muito que um dia apareça alguém como tu. alguém que me faça acreditar em todos os impossíveis, lutar com forças que não tenho, sonhar com tudo o que quero, que me faça trabalhar e mexer, que me faça sorrir e chorar quando deva, que me conheça melhor que toda a gente, que saiba de verdade quando estou bem ou mal, que tome atenção ao brilho dos meus olhos e a tudo o que eu não digo, que esteja sempre do meu lado, que me diga as verdades quando eu mais preciso, que me de um bom abanam para perceber as coisas, que me oiça sempre, que saiba vir ter comigo e quando falar comigo, eu só conheço uma pessoa com estas capacidades, tu! sei que dizes que já me perdoaste e que estamos bem, mas sempre que olho para ti sinto-te tão distante de mim, e pergunto-te porquê? porque já não gritas o meu nome quando me vês? porque é que já não me mandas uma mensagem? porque é que já não me abraças? porque é que nada ficou igual? sabes que sinto mais a tua falta que qualquer outra pessoa! desculpa por tudo o que te fiz. mas diz-me uma coisa, esqueceste-te de tudo o que já passamos? as tardes que passávamos, as manhãs que me aturavas, aulas que me ouvias, abraços que me davas. tempos em que tu eras mais que um tudo para mim, eras mais que um motivo para viver, eras a minha força. ter-te perdido foi horrível para mim, foram semanas e semanas a chorar por tua causa. e ainda hoje olho para ti com a maior vontade de correr para ti e dar-te um grande abraço. eu diria que odiava o meu sétimo ano se não fosses tu. obrigada por tudo! mas eu nunca me vou esquecer, de quando chorei no teu ombro, de quando tu ficavas comigo na escola, de quando eramos os melhores e mais felizes amigos. espero que um dia tudo volte a ser como era, eu tenho muitas saudades tuas, F!


um grande beijinho,
inêsrebelo

5 comentários:

- cariinaandrade disse...

eu vi as duas novas, estão LINDAS *-*

daniela duarte disse...

obrigada euu :) que blog lindoo

daniela duarte disse...

ohh, mil obrigadas :)

Aniinhas disse...

obrigada ! eu também adorei o teu e o post estava lindo *.*

vou seguir querida ;)

cátiafilipaa. disse...

Pois já percebi :/
Definitivamente quando o amor aparece numa grande amizade, é uma treta -.-